terça-feira, outubro 31, 2006

Aqui vai um pouco do nosso Alentejo

Não sei pk mas hoje apetecia-me uma noite de tertulia, acho k era uma optima despedida...

Por isso aqui vão umas cantigas da nossa terra:

Castelo de Beja
Subindo lá vai
Tu metes inveja
Castelo de BejaÀs águias reais
Às águias reais
Tu metes inveja
Subindo lá vai
Subindo lá vai
Castelo de Beja


Fui colher uma romã
Estava madura no ramo
Fui encontrar no jardim
Fui encontrar no jardim
Aquela mulher que eu amo
Aquela mulher que eu amo
Dei-lhe um aperto de mão
Estava madura no ramo
Estava madura no ramo
E o ramo caiu ao chão


Ceifeira!Ceifeira, linda ceifeira!
Eu hei-de,
Eu hei-de casar contigo!
Lá nos cam ...Lá nos campos, secos campos
Lá nos campos, secos campos,
À calma
À calma a ceifar o trigo,
Pela fo ...Pela força do calor!
Ceifeira!Ceifeira, linda ceifeira
Ceifeira, linda ceifeira,
Hás-de ser o meu amor!


Maria da Rocha
Do alto rochedo
Quem namora a Rocha
Quem namora a Rocha
Namora sem medo
Namora sem medo
Medo de ninguém
Maria da Rocha
Maria da Rocha
Da Rocha meu bem


Meu lírio roxo do campo,
Criado na Primavera,
Desejava, amor, saber,
Ai! Ai!
A tua intenção qual era
.A tua intenção qual era,
Qual era o teu proceder,
Meu lírio roxo do campo,
Ai! Ai!
Quem te pudesse ir colher!
Quem te pudesse ir colher,
Oh! meu amor, quem me dera!
Desejava, amor, saber,
Ai! Ai!
A tua intenção qual era!


Rouxinol repenica o cante
Ao passar a passadeira
Nunca mais tornas a Beja,
oh ai!Sem passares à Vidigueira
Sem passares à Vidigueira
Sem ires beber ao Falcante
Ao passares à passadeira,
oh ai!Rouxinol repenica o cante

As Cinco

As Cinco

kEM ESTÁ CÁ

As cinco fabulosas

As nossas (h)istórias