quarta-feira, janeiro 16, 2008

Nem as mulheres são tão complicadas nem os homens tão simples


Sinopse
Ao princípio surge o amor. Uma felicidade avassaladora que nos enche e nos faz crer que vai durar toda uma vida. Com o tempo surgem as incertezas, as angústias, as discussões, as acusações. O casal começa a afastar-se, a sofrer no silêncio, a deixar de comunicar e de expressar os seus sentimentos. Muitas vezes a única solução parece ser a separação. Como é que um amor que era para toda a vida acaba, assim, de repente? Será que a culpa é das mulheres que são demasiado complicadas? Ou dos homens que são tão simples? Será que todas as relações estão votadas ao fracasso? A psicóloga María Jesús Álava Reyes autora dos best-sellers - A Inutilidade do Sofrimento e A Arte de Arruinar a sua Própria Vida – mostra-nos, neste livro, que há relações pelas quais podemos e devemos lutar e outras, onde o desamor já se instalou, a que devemos pôr um ponto final. Com exemplos concretos e histórias reais que passaram pelas mãos desta psicóloga em mais de vinte e cinco anos de prática clínica, compreendemos os princípios psicológicos que regem certas condutas problemáticas e reacções imprevistas, bem como os meios para resolver as dificuldades quotidianas de uma relação. «Por vezes entre o amor e o desamor só há um passo, o passo do tempo.»
Temos de comprar babes!!! lolol

As Cinco

As Cinco

kEM ESTÁ CÁ

As cinco fabulosas

As nossas (h)istórias