quinta-feira, janeiro 24, 2008

Faltam dois dias para os dez meses...

Já enchem as minhas duas mãos, a conta dos meses com que preenches a minha vida! Dez meses, dez! Tantos e tão pouquinhos!
Estes últimos dias tem sido mais fáceis em termos alimentares (pssstttt, até tenho medo de dizer...). Cá em casa tens comido melhor, por vezes até a sopa toda. A semana que passou enchime de coragem e determinação e, sem a médica mandar, comprei vitaminas para ti. Todos os bebés que conheço as tomam ou tomaram. A farmaceútica diz que mal não fazem. Gostaste. Melhorou o apetite. Estou mais tranquila e feliz.
Quanto a graças... são muitas, continuas uma sedutora nata e conquistas a todos com a tua esperteza e malandrice: beijinhos, palminhas, adeus a pedido, estalinhos com a língua. Já entendes quando peço "dá" e aceitas os objectos com um "toma". Entendes o "não", páras o que estás a fazer, mas depois teimas, uma, duas, mais vezes. Atiras todos os brinquedos para o chão e depois fazes "ahhhhhhh". Quando nos rimos, imitas uma gargalhada, parecendo tosse. Se me escondo junto ao frigorífico, procuras-me com a cabeça e com o olhar. Por vezes choras quando me vou embora.
Só gatinhas, mas ja te levantas em todo o lado. Fazes bem a espargata e os pés chegam à cabeça com uma facilidade que me faz inveja.

As Cinco

As Cinco

kEM ESTÁ CÁ

As cinco fabulosas

As nossas (h)istórias