sexta-feira, janeiro 25, 2008

F***-**

Que as pessoas nos desiludam não é novidade. Que as pessoas nos desiludam uma, duas, vinte vezes, consecutivamente, e que nós estejamos lá para elas, sempre, isso sim, é novidade. Neste caso, burrice. Alguém me explica porque raio investimos nós tanta paciência e dedicação em pessoas que já provaram que não merecem nada mais do que o nosso desinteresse e indiferença? Até que ponto gostarmos de uma pessoa e preocuparmo-nos com ela é desculpa para irmos aturando e engolindo tudo? Pessoas a quem é exactamente igual darmos-lhe o mundo ou não lhes darmos nada. Hoje ouvi coisas que me fizeram estremecer de indignação. Senti-me verdadeiramente injustiçada, do género "foda-se, estou sempre aqui para ti, para tudo o que precisas, e depois não te ensaias nada em dizer-me as maiores barbarides? Que egoísta de merda!". Valerá mesmo a pena termos gente desta na nossa vida? Acho que não.

As Cinco

As Cinco

kEM ESTÁ CÁ

As cinco fabulosas

As nossas (h)istórias