segunda-feira, julho 09, 2007

Os Homens São Como as Flores

Há Homens sem graça, sem brilho, sem luminosidade, sem perfume, são uma espécie Ervas Daninhas, podem ser encontrados por todo o lado, reproduzem-se com extrema facilidade, mas nada têm de especial.

Há Homens que são como as Urtigas, mal te aproximas provocam-te uma alergia tal que ficas logo cheia de comichão e não descansas enquanto não te livras deles.

Há Homens como Papoilas, facilmente te deixas absorver, rapidamente te deixas extasiar e quando dás por isso estás completamente viciada no seu ópio.

Há Homens como as Camélias, possuidores de uma grande doçura, mas mal lhes tocas, ficas com as mãos pegajosas com uma sensação de mal-estar só comparável ao Homem Urtiga.

Há Homens que são como Cravos de Abril, são símbolos vivos de liberdade, mas não os consegues alcançar nem por nada, e andam por aí, sempre a saltitar de espingarda em espingarda.

Há Homens como os Girassóis, têm a mulher da vida deles, mesmo ali ao lado, e continuam a rodar a cabeça à procura do sol noutras direcções.

Há Homens como os Narcisos, só pensam neles, só olham para o seu umbigo, só vêem a beleza que deles emana.

Há Homens como as Orquídeas, são frágeis, singelos, precisam de ser tratados com muita delicadeza e carinho.

Há Homens que são como as Rosas, uns, de cor vermelha, simbolizam o amor, a paixão, perdes-te no seu doce aroma, na sua beleza, na sua suave textura, outros, correspondentes à cor branca, são puros, amigos, protectores, cheios de candura, podes contar com o seu apoio em todos os momentos da tua vida, e tanto num caso como no outro, são pessoas que te fazem feliz.

….E há Homens que são como os Trevos de quatro folhas… são raros… sabes que existem… mas não tens a sorte de encontrar nenhum.

As Cinco

As Cinco

kEM ESTÁ CÁ

As cinco fabulosas

As nossas (h)istórias